Emergência  

INSTITUCIONAL A história

Com a participação de 22 sócios, a Sociedade Civil Corpo de Bombeiros Voluntários de Três de Maio foi fundada em julho de 1997.
A discussão do projeto iniciou em 19 de maio daquele ano, em reunião realizada no salão da Comunidade Evangélica São Paulo, com a participação de lideranças, autoridades, convidados especiais e representantes de instituições de Três de Maio, além de representantes do Corpo de Bombeiros de Maravilha, SC, em reunião coordenada por Flávio Magedanz e Armindo Radies, o idealizador do projeto de criação e grande incentivador. O prefeito da época, Luiz José Lena, manifestou total apoio á idéia.
A primeira diretoria foi composta por Armindo Radies, presidente; Francisco Dias, vice-presidente; Elmo Winkelmann, tesoureiro; Arnaldo Schimitt, 2º tesoureiro; Alcione Tomasi, secretário; Antônio Kapusta, 2º secretário.
A redação do Estatuto Social da Corporação foi baseada no Estatuto Social da Corporação foi baseada no estatuto do Corpo de Bombeiros Voluntários de Maravilha.


A implantação

Com o propósito de adquirir conhecimento e equipamentos, foram realizadas visitas ao Corpo de Bombeiros Voluntários de Nova Petrópolis, RS, ao Corpo de Bombeiros Voluntários de Maravilha, SC, ao Comando Geral da Brigada Militar e a Secretaria da Justiça em Porto Alegre e ao Parque de Manutenção do Exército em Santa Maria, onde foram adquiridos um caminhão Ford F 600 e uma picape Willys carroceria aberta. A prefeitura de Três de Maio doou um caminhão Mercedes Benz equipado.
No fim do ano de 1998, foram iniciadas as atividades e o treinamento da corporação, com sede na Rua Horizontina, 32, sob comando de Glademir Favaro, bombeiro voluntário de Maravilha.
No ano de 2001, buscando angariar fundos para a aquisição dos equipamentos básicos para melhor desempenho das atividades operacionais, foi realizada uma rifa com um automóvel Celta e outros prêmios. O sorteio ocorreu em jantar na comunidade evangélica de Três de Maio. Com estes recursos, foi possível contratar a Escola de Bombeiros (ESBO) para realizar o curso básico nível 1, com 90 horas de duração, tendo formado 27 bombeiros voluntários.


A criação do Corpo de Bombeiros Misto

No dia 5 de maio de 2001, foi assinado o convênio entre a Sociedade Civil Corpo de Bombeiros Voluntários de Três de Maio, Prefeitura Municipal e Secretaria da Justiça e Segurança, do Governo do Estado, e criado o Corpo de Bombeiros Misto de Três de Maio.
Em novembro do mesmo ano, foi iniciada a construção do prédio próprio, em terreno ao lado da Brigada Militar, na Rua Alfredo Henn, com recursos totalmente doados pela comunidade regional. O quartel da corporação foi inaugurado no dia 19 de dezembro de 2005.


A corporação

O Corpo de Bombeiros Misto é formado atualmente por seis bombeiros militares sob comando do 1º SGT Marcos Antônio Ferreira Barreto, cinco servidores municipais e 22 bombeiros voluntários sob comando adjunto operacional de Ivan Euclides Ludwig.


Frota de veículos

A frota de veículos atual está composta por um ABT (Auto Bomba Tanque) 5901 – Veículo Mercedes Benz 1111, ano de fabricação 1967, dotado de tanque em inox com capacidade para 4200lts de água, equipado com auto bomba, 03 bocas expulsoras, tendo como acessório de combate a incêndios um esguicho canhão; um ABT (Auto Bomba Tanque) 5902 – Veículo Mercedes Benz 1113, ano de fabricação 1971, dotado de tanque de ferro carbono com capacidade para 3500lts de água, equipado com auto bomba com 02 bocas expulsoras, podendo ter como acessório de combate a incêndios um esguicho canhão; um ABS (Auto Busca Salvamento) 7172 – Veículo Fiat Ducato, ano de fabricação 2009, utilizado para salvamentos e resgates; um ABS (Auto Busca Salvamento) 6113 – Veículo Volkswagen Kombi,ano de fabricação 2008, utilizado para salvamentos e resgates; um AA (Auto Administrativo) 2922 – Veículo GM Vectra, ano de fabricação 1997, utilizado para trabalhos administrativos e um JEEP – Veículo sem prefixo, foi o primeiro veículo utilizado para salvamentos pelo CB Misto. Tem valor histórico.


Atuação

A corporação atua nos municípios de Três de Maio, São José do Inhacorá, Nova Candelária, Independência, Alegria e Boa Vista do Buricá.


Estrutura

Possui prédio próprio, concluído totalmente pela atual diretoria, conforme projeto original, com aproximadamente 800 m² de área construída.
Segundo o presidente ressalta-se que nenhum membro civil é remunerado, e que a sociedade sobrevive do convênio do Funrebom do município de Três de Maio, e de doações das prefeituras de São José do Inhacorá, Nova Candelária, Independência, Boa Vista do Buricá, Alegria e dos clubes de serviços, empresas e comunidade geral.
Para o prefeito de Três de Maio, na época, Altair Copatti, a concretização do Corpo de Bombeiros em Três de Maio deu certo porque envolveu lideranças, entidades e a comunidade. “Os bombeiros são militares, servidores municipais e voluntários. É o envolvimento das instituições públicas com a comunidade, e só tende a dar certo”, assegura. Segundo o prefeito, as condições de infra-estrutura e equipamentos que a corporação tem são satisfatórias.
“A cada dia que passa, pelo esforço da diretoria, o Corpo de Bombeiros Misto oferece as melhores condições para o atendimento das ocorrências”. Na opinião de Copatti, a comunidade sempre contribuiu e nunca faltou ao chamamento dos bombeiros, pelo fato de reconhecer que a corporação sempre necessita de manutenção e investimento. “O ideal é que não ocorram acidentes, tragédias e sinistros. Mas na eventualidade de precisar do atendimento dos bombeiros, temos a confiança de ter amparo competente e qualificado”, garante.


Presidentes

Armindo Radies
(in memorian)
1997 à 2001

Jorge Kaiser
2001 à 2006

Luiz Fernando Pellens
2006 à 2012

Carta lançada por Armindo Radies no Jornal Semanal, do dia 18 de abril de 1997:

"Cidadão três-maiense

Mais uma vez acontece um terrível sinistro, com proporções físicas totais e conseqüências automáticas irreversíveis. Estamos falando do incêndio acontecido na residência da família de Hugo Schrürer, que perdeu todos os bens materiais em razão do descaso, principalmente das lideranças da nossa comunidade urbana. Porque até o presente momento não foi tomada nenhuma providencia no sentido de tentar evitar este tipo de desgraça tão reconhecidamente devastadora.

Que não seja um Corpo de Bombeiros completo, com uma equipe de "Soldados do Fogo" altamente qualificados, nem tão pouco um equipamento avançado e sofisticado, mas que se pense, de uma vez por todas e com compenetrada seriedade, numa proposta de três-maienses autênticos que somos, sem procurarmos promoção pessoal ou demagogia, pois não somos políticos militantes.

Dispomos de um enorme potencial humano e, temos plena certeza, recursos financeiros suficientes para tomarmos uma decisão talvez histórica na região, que é a criação de um "corpo voluntário de bombeiros amadores".

Com esta proposta estamos lançando um desafio á comunidade três-maiense, ás suas forças vivas, lideranças e grupos de serviços, para que este corajoso empreendimento venha a diminuir o sofrimento dos menos afortunados, que são os mais visados pela má-sorte quanto a este tipo de desgraça.

Estimados concidadãos, queiram, por favor, pensar na proposta. Reunamo-nos para uma troca de idéias e um estudo inicial de viabilidade deste ambicioso e fraternal projeto.

Cada um, dentro de suas condições e limitações, poderá fazer a sua parte, desde o bombeiro amador voluntário, o fiscalizador dos hidrantes e até mesmo o orientador para desviar o tráfego urbano, bem como afastar curiosos que sempre se fazem presentes nesta hora.

O repto esta lançado. Queira Deus que não caia no vazio."

Corpo de Bombeiros Misto é hoje uma realidade e atende os municípios de Três de Maio, São José do Inhacorá, Nova Candelária, Independência, Alegria e Boa Vista do Buricá.

Associação do Corpo de Bombeiros Voluntários de Três de Maio
Rua Alfredo Henn, 1055
Três de Maio/RS - CEP. 98910-000
Fone: 55 3535-2844
Estado do Rio Grande do Sul
Secretaria de Segurança Pública
Brigada Militar
12° CRB - 1° SGCI - 2° SCI - 2° GrCI
Três de Maio